Centro de Memória apresenta exposição virtual dos Jogos da Integração do Idoso
01/10/2021 - 14:21

Nesta sexta-feira, 1 de outubro, é comemorado o Dia Mundial do Idoso. A data objetiva sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento, destacando a necessidade de proteção e de cuidados para com essa população. 

Por isso, o Centro de Memória do Esporte divulgou hoje sua terceira exposição virtual, desta vez contando a história dos Jogos de Integração da Terceira Idade Paranaense, que iniciaram em 1995. Além dos registros dos jogos, a exposição também homenageia três atletas do estado: Takeo Tsumanuma, corredor dos 100 e 200m livres, Maria Luiza Pereira Passos, mesatenista paralímpica e José Candido Muricy, jogador de basquete.

→ Clique aqui para visitar a exposição

De acordo com o superintendente da Paraná Esporte, Helio Wirbiski, "É de suma importância resgatar a memória do esporte paranaense como maneira de alavancar as práticas esportivas. Pensando no público idoso, isso se torna ainda mais significativo. Quando promovemos a difusão da história do esporte na terceira idade, nós incentivamos esse público a resgatar seu passado esportivo e oferecemos maneiras para que ele continue se mantendo ativo.”, explica ele, referindo-se aos Jogos de Integração do Idoso.

Neste ano, os Jogos da Integração do Idoso acontecerão entre os dias 18 e 23 de outubro, em Guaratuba e Pontal do Paraná, com mais de 10 atividades esportivas adaptadas para todos os participantes, com a supervisão de professores e enfermeiros.

Centro de Memória

Com objetivo de preservar, resguardar e resgatar a história do esporte do estado do Paraná, o Centro de Memória do Esporte Paranaense foi reaberto em 2019 com a exposição virtual "Os Craques da Bola". Na ocasião foram homenageados os ex-jogadores de futebol Aladim, Sicupira, Castro e Krüger (in memoriam, representado por sua esposa Iraci Krüger). 

Já a segunda exposição retrata os “70 anos da Federação Paranaense de Tênis.” Nela estão disponíveis os primeiros registros da criação da entidade, passando pelos principais atletas que escreveram essa história até os destaques da atualidade. 

A ideia inicial do Centro de Memória era utilizar alguns espaços do Ginásio do Tarumã para apresentar ao público a história do esporte paranaense através de troféus, medalhas, fotos, livros de coletânea, fotografias, livros dos jogos, mídias digitais, proporcionando aos visitantes um resgate e aproximação com a história do esporte do Paraná. Em virtude da pandemia do Covid-19, as exposições se tornaram virtuais.

Museu virtual

O projeto surgiu da necessidade em expor os acervos também de forma virtual, disponibilizando conteúdos digitalizados em diferentes formatos e suportes midiáticos, tornando-os mais acessíveis, e assim ampliando significativamente o alcance para o público. A organização desse espaço virtual permite que o material produzido na Superintêndencia do Esporte, juntamente com as entidades envolvidas, seja compartilhado com todos os públicos.