FAQ - Perguntas mais frequentes | Inscrições 2021
09/04/2021 - 11:33

O Geração Olímpica segue com inscrições abertas para a 10ª edição do programa, até o dia 16 de abril, às 17h.  Conheça neste FAQ, as perguntas mais frequentes recebidas pela equipe administrativa e tire suas principais dúvidas:

 

 

Para realizar sua inscrição clique aqui.

Para ver o tutorial com passo a passo da inscrição clique aqui.

No mesmo dia da abertura das inscrições, uma live foi realizada para tirar dúvidas sobre essa edição, acesse aqui. Caso elas persistam, envie seu questionamento para o geracaoolimpica@esporte.pr.gov.br. Fique atento em nossas redes sociais @geracaoolimpicapr e compartilhe essas informações:

Para a categoria Olimpo temos disponibilidade de 30 bolsas, essas poderão ser transformadas em bolsa Internacional, portanto, o atleta pode se inscrever na categoria olimpo ou internacional. Caso o atleta se inscreva na categoria olimpo e não conquistar a vaga para Tóquio, a inscrição ficará válida para a categoria internacional automaticamente.

Sim, neste caso o atleta vai concorrer às vagas de acordo com o seu desempenho em competições nos anos de 2019 a 2021.

O critério de seleção de pré-aprovados leva em consideração a participação do candidato no Geração Olímpica no último ciclo Olímpico, tendo como ano de corte o ano de 2020. Dessa forma, foram analisados os participantes de 2020 seguido de participações em  2017, 2018 e 2019. No último ano, poucas competições foram realizadas, e muitas modalidades ficaram sem eventos, por isso, esse critério foi estabelecido e aprovado pela Comissão Estadual de Avaliação. O fato do nome do atleta não constar nesta pré-lista não o impede de realizar a inscrição e concorrer a bolsas remanescentes na categoria desejada.

A inscrição independe deste fator. É necessário passar pelo processo novamente e a inscrição deve ser realizada normalmente.

Se o atleta já possui seu nome relacionado na pré-lista, ele tem sua vaga garantida previamente na categoria divulgada. Para isso, ele terá que passar por todos os procedimentos, com inscrição e envio de documentos. Caso queira concorrer em outra categoria, a pré-lista não será mais válida ao candidato e ele passa a concorrer em vagas remanescentes.

O melhor caminho é tirar essa dúvida diretamente com o técnico. Será avaliado um leque de atletas para saber se é uma boa ideia realizar a inscrição em determinada categoria.

O próprio bolsista define se irá informar ou não. A sugestão é buscar um contador que irá explicar a necessidade de colocar a bolsa na declaração. Nós não emitimos nenhum tipo de comprovante. Mas, caso o atleta que foi nosso bolsista queira fazer a declaração, ele terá que utilizar os extratos bancários no ano em que foi bolsista e, então, passar ao contador.

Independente da situação, é necessário estar matriculado em uma instituição de ensino e comprovar durante as etapas da inscrição. Entretanto, é bom lembrar que, neste primeiro momento, nenhum documento é solicitado. No caso de as aulas estarem na iminência de iniciar.

Em um primeiro momento, nenhum documento comprobatório é necessário. Eles devem ser apresentados em etapas posteriores, com o andamento da inscrição.

Já há uma pré-lista publicada, com técnicos pré-selecionados. Mas, se o nome do técnico não estiver relacionado, ele também vai concorrer para vagas remanescentes. E, aí, a indicação de uma vaga para cada modalidade vai depender do número de vagas que estiverem remanescentes. Nós só teremos esse número quando o período de inscrições for finalizado. É bom frisar que técnicos de diferentes modalidades não concorrem entre si.

Não, são resultados de competições. Ranking não é resultado de competição. O ranking pode ser válido para as escolhas da federação. Para a inscrição não entra como requisito.

A pessoa é livre para colocar quantos resultados achar melhor. Porém, serão validados apenas os melhores resultados em cada nível de competição. 

 

Não. Infelizmente ao tentar fazer novamente a inscrição, acontece a duplicação de CPF, o sistema não zera a inscrição, por isso, antes de confirmar, o sistema pede para o candidato revisar a inscrição. Então, é importante fazer a inscrição com calma.

Cabe ao candidato a escolha dos resultados de competições a serem comprovados. Lembrando que conforme o Regulamento Geral do Programa, no seu artigo 41, serão avaliados os melhores resultados em cada nível de competição.

 

Cabe ao candidato a escolha dos resultados de competições a serem comprovados.

Lembrando que conforme o Regulamento Geral do Programa, no seu artigo 41, serão avaliados os melhores resultados em cada nível de competição.

 

O candidato deve seguir os critérios estabelecidos no Regulamento Geral para escolher sua categoria. Para as categorias Formador Escolar e Estadual (EAD) além da obrigatoriedade de estar estudando também existem faixas etárias definidas.

 

Os critérios para escolha são aqueles definidos no Regulamento Geral do Programa.

Para as categorias Formador Escolar e Estadual (EAD), conforme descrito no Regulamento Geral  o candidato deverá estar regularmente matriculado e frequentando estabelecimento de ensino (ensino fundamental, médio ou superior) no Estado do Paraná.

 

Conforme está descrito no Regulamento Geral do Programa, as Entidades de Administração do Desporto podem utilizar seus critérios próprios desde que não infrinjam os critérios estabelecidos no Regulamento do Programa.

No site, há uma lista atualizada com o nome dos atletas inscritos na medida que o processo for ocorrendo. A atualização será diária.

 

Programa Geração Olímpica 

Em busca de ampliar as oportunidades para os atletas e técnicos no Paraná, o Programa Geração Olímpica, em dez anos de execução, já atendeu quase onze mil esportistas, com foco no fomento e desenvolvimento das modalidades presentes nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

 

Últimas Notícias