Governo do Paraná e Comitê Paralimpico Brasileiro lançam cursos de capacitação ao paradesporto
06/05/2022 - 10:56

A Superintendência Geral do Esporte, por meio de um convênio assinado pelo Governador Ratinho Júnior em conjunto ao Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) realizou o lançamento de três cursos que serão disponibilizados àqueles que têm interesse e/ou envolvimento no paradesporto. Serão ofertados cursos nas modalidades golf-7, bocha paralímpica e basquete em cadeira de rodas.

A coordenação do paradesporto está percorrendo os municípios com a intenção de que todos assinem o termo de adesão e participem dessa ação, a qual não gera custos aos mesmos e capacita os professores com cursos voltados ao esporte para pessoas com deficiência.

Confira abaixo os detalhes de cada curso lançado: 

 

Iniciação ao Golf -7: curso inteiramente On-line, carga horária de 8 horas. As aulas serão realizadas nos dias 20, 22, 27 e 29 de junho, das 20h às 22h.

Inscrições até 15 de junho de 2022.

Link para inscrição: www.educacaoparalimpica.org.br

Sobre  o Golf -7 - É um esporte adaptado e genuinamente paranaense. Criado em meados de 2005, e lançado oficialmente no ano seguinte durante os Jogos Especiais de Curitiba, a modalidade consiste em uma adaptação do golfe para atender os alunos com necessidades educacionais especiais. Esta modalidade se insere nas atividades desportivas, recreativas e lúdicas desenvolvidas na educação física escolar. Prioriza a estimulação global dos alunos, atenção, concentração, terminalidade de atividades, assimilação de perda e ganho, cavalheirismo, estimulação motora ampla e fina, noção espaço temporal, interação com grupo, dentre outros, proporcionando ao educando o direito de igualdade, inclusão social na comunidade escolar e a integração como cidadão.

 

Arbitragem Bocha Paralímpica: curso on-line, carga horária de 12 horas. As aulas serão realizadas nos dias 21, 23, 28 e 30 de junho, das 18h30 às 21h30.

Inscrições até 11 de junho de 2022.

Link para inscrição: www.educacaoparalimpica.org.br

Sobre a Bocha Paralímpica - Consiste em lançar as bolas coloridas o mais perto possível de uma branca (jack ou bolim). Os atletas ficam sentados em cadeiras de rodas e limitados a um espaço demarcado para fazer os arremessos. É permitido usar as mãos, os pés e instrumentos de auxílio, e contar com ajudantes (calheiros), no caso dos atletas com maior comprometimento dos membros.

 

Arbitragem Basquete em Cadeira de Rodas: curso on-line, carga horária de 10 horas. As aulas serão realizadas do dia 23 a 27 de maio, das 19h30 às 21h30.

Inscrições até 18 de maio de 2022.

Link para inscrição: www.educacaoparalimpica.org.br

Sobre o Basquete em Cadeira de Rodas - É adaptado da modalidade convencional, entretanto, seu objetivo é o mesmo: arremessar a bola na cesta. Os jogos são disputados por duas equipes com cinco jogadores cada. A partida é dividida em quatro quartos de 10 minutos cada. Sua principal diferença em relação ao basquete convencional é que os jogadores devem quicar, arremessar ou passar a bola a cada dois toques dados na cadeira de rodas.

 

O pré-requisito para a realização destes cursos é que os participantes tenham concluído o curso Movimento Paralímpico: fundamentos Básicos do Esporte.  

Disponível em: http://www.educacaoparalimpica.org.br/ 

 

O coordenador do paradesporto da Superintendência Geral do Esporte, Mário Sérgio, reforça a importância que estes cursos têm para o desenvolvimento e impacto do paradesporto perante a sociedade. “Sem dúvidas, este é um novo momento para o paradesporto do nosso estado, após toda dificuldade que a pandemia da Covid-19 trouxe a todos, estamos dando uma volta por cima. Este curso tem seu princípio de capacitar nossos professores para que eles possam trabalhar com o paradesporto de maneira abrangente, fazendo com que eles possam atuar também em projetos e programas. Um grande exemplo em que esses professores poderão atuar são os Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná (PARAJAPS), a  maior manifestação do paradesporto no Estado!”, destaca Mário Sérgio. 

 

As capacitações envolvendo o paradesporto são realizadas pelo Governo do Estado do Paraná, por meio da Superintendência Geral do Esporte e do Comitê Paralímpico Brasileiro.