Caioba recebe o mundial de beach tennis
08/02/2022 - 11:56

Entre os dias 10 e 13 de fevereiro, Matinhos será a sede do mundial de beach tennis. A competição acontecerá na Arena de Caiobá, do projeto Verão Paraná Viva a Vida, e faz parte do calendário dos Jogos de Aventura e Natureza. Mais de 600 atletas estão confirmados no evento. Esta é a única etapa de 2022 confirmada no Paraná até o momento. O Brasil deve sediar mais de 15 torneios com premiação igual ou superior a US$ 15 mil, incluindo dois eventos Sand Series - equivalentes aos Grand Slams do tênis, além da Copa do Mundo de seleções. 

Serão mais de 500 atletas inscritos na BT10 (Amador), divididos em duplas mistas e também masculino/feminino. Categorias A, B, C, D e E, além da 40+ e 50+. Na BT200 (Campeonato Pró), são cerca de 120 atletas, que disputarão desde a fase de qualificação até a grande final, no domingo (13). Os atletas melhores ranqueados do mundo já confirmaram presença, entre eles italianos, russos, espanhóis e brasileiros. A modalidade é regida pela Federação Internacional de Tênis, e já faz parte dos Jogos Mundiais de Praia, do Comitê Olímpico Internacional. 

 

O BEACH TENNIS

O beach tennis é atualmente uma das modalidades que mais crescem no Brasil, com sua dinâmica reunindo movimentos e contagem similares ao tênis, quadra de vôlei de praia, raquetes parecidas com as do paddle, e uma rede a 1.70m do solo. Criado em 1978 em Ravenna, norte da Itália, ganhou o mundo nos últimos anos, principalmente depois da chegada ao Brasil, em 2008. Por aqui, conquistou milhares de jogadores amadores, se consolidado em praças como o Rio de Janeiro, Paraná, interior de São Paulo e toda a região Sul do país, e ganhando cada vez mais adeptos graças à forte influência do seu crescimento exponencial na cidade de São Paulo. Atualmente, Itália e Brasil são as grandes potências mundiais, sendo o nosso país tetracampeão da Copa do Mundo e heptacampeão da Copa Pan-Americana de seleções. 

O Paraná é uma das maiores potências do beach tennis nacional, junto com Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. No estado, o esporte se desenvolve principalmente nas cidades de Curitiba, Maringá, Londrina, Rolândia, Paranavaí e Caiobá. O campeonato estadual é um dos mais fortes do país, reunindo cerca de 350 atletas nas etapas regionais. O circuito brasileiro amador, realizado em paralelo a torneios do circuito mundial profissional, já tiveram etapas realizadas em Curitiba, Matinhos e Arapongas.

 

JOGOS DE AVENTURA E NATUREZA

Os Jogos de Aventura e Natureza são um projeto inovador que une a prática esportiva, o turismo e a natureza em um evento itinerante, que beneficia a população paranaense tanto esportivamente quanto economicamente. Uma iniciativa pioneira no Brasil em formato e abrangência.

Sua edição inaugural, em 2019, contou com a participação de mais de 20 mil atletas nas competições, realizadas em 26 municípios de três regiões do Estado: Litoral, Lindeiros e Ângra Doce. Sendo que, todas as modalidades realizadas em nível de competição foram chanceladas pelas federações que abraçaram a ideia e agora passam a integrar os Jogos. Além disso, oficinas e cursos levaram esporte às comunidades e escolas locais, atendendo mais de 90 mil pessoas.

Na edição de 2021, os JANS aconteceram em 2 etapas, com 20 municípios-sedes de duas regiões do Estado: Litoral e Lindeiros, num total de 30 modalidades. Em 2022 serão 5 etapas: Litoral (10 a 13 de fevereiro), Noroeste (29 de março a 3 de abril), Norte (28 de junho a 3 de julho), Angra Doce (16 a 21 de agosto) e Lindeiros (11 a 20 de novembro). Além das competições, serão realizadas oficinas e cursos gratuítos das modalidades, para as comunidades e unidades de ensino locais. Os JANS são uma realização do Governo do Paraná, por meio da Superintendência do Esporte em parceria com as Federações Esportivas do Paraná.

 

O Verão Paraná - Viva a Vida é uma realização conjunta do Governo do Estado por meio da Superintendência Geral do Esporte, Secretaria de Segurança Pública, Detran, Sanepar, Copel, Turismo, Cultura e Sejuf. O projeto conta com o patrocínio do Sicredi, Daju e apoio do SESC e das prefeituras municipais.

 

 

 

 

 

GALERIA DE IMAGENS